MENSAGEM DO DIA

Google+ Followers

Seja um seguidor(a)

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Cantora Gospel Kim Burrell é Desconvidada Do Programa De Ellen DeGeneres Após Pregar Sobre o Pecado Da Homossexualidade

A apresentadora americana Ellen DeGeneres, assumidamente lésbica, desconvidou a cantora gospel Kim Burrell de seu próprio talk-show, o “The Ellen DeGeneres Show”, por causa de uma pregação feita por ela falando sobre o pecado da homossexualidade.

"Para aqueles que perguntarem, Kim Burrell não aparecerá no meu programa", disse DeGeneres no Twitter, na tarde desta terça-feira (3).

Burrell tinha sido convidada para cantar nesta quinta-feira (5) a música “I See A Victory”, trilha sonora do filme “Estrelas Além do Tempo”, junto com o cantor Pharrell Williams.

Ela foi criticada por pregar sobre o pecado da homossexualidade na Igreja Liberty Fellowship International, em Houston, no Texas. "Se alguém neste lugar sente o espírito de homossexualidade, clame para Deus que te liberte", disse Burrell em seu sermão.

"Eu vim para falar sobre o pecado. Essa natureza pecaminosa. Esse espírito de homossexualidade pervertido. O espírito de ilusão e confusão enganou muitos homens e mulheres e causou uma mancha no corpo de Cristo", Burrell continuou.

Sem citar a cantora, Pharrell Williams postou uma nota sobre o discurso de ódio em sua conta no Instagram. "Eu condeno qualquer tipo de discurso de ódio. Não há lugar neste mundo para nenhum tipo de preconceito. Minha maior esperança para 2017 é a inclusão e o amor para toda a humanidade".

Além disso, os atores protagonistas do filme, Octavia Spencer e Janelle Monae, criticaram a mensagem de Burrell. "Eu repudio todo e qualquer comentário de ódio contra a comunidade LGBTQ", disse Monae, que também poderá estar presente no programa de quinta-feira.

Após o episódio, a cantora Kim Burrell postou um vídeo em resposta a controvérsia. “Eu nunca disse sobre o grupo LGBT, eu disse sobre o pecado. O que foi postado [nas redes sociais] não mostra tudo o que eu preguei. O que foi projetado faz parecer que eu tenho o objetivo de ir contra as pessoas”, disse ela.

“Eu tenho que fazer o que Deus me diz para fazer. Eu não ficarei abalada, porque estou aqui por Deus. Às pessoas que estão lidando com o espírito de homossexualidade: eu te amo, porque Deus te ama. Mas Ele odeia o pecado em você e em mim, e qualquer coisa que seja contra a natureza de Deus”, acrescentou.

“Conheço muitas pessoas que enfrentam essa luta e lidam com esse espírito. Eu discrimino elas? Eu já disse abertamente ‘eu não amo vocês’ ou ‘vocês vão para o inferno’? Quem me dá o direito de dizer que alguém vai para o inferno? Não recebo esse telefonema. Há uma responsabilidade na igreja de representar o Deus Todo-Poderoso, mas é errado tomar o Seu lugar”, continuou.

“Eu nunca disse que todos os gays vão para o inferno. Eu estava me dirigindo às pessoas da igreja, e vamos deixar ainda mais específico — aqueles que estavam na minha igreja. Minha igreja, onde eu sou pastora”, finalizou.

Fonte: Portal Guiame - Com Informações:WND

Um comentário:

  1. Ela está totalmente correta!
    Esse é preço por ser serva de Deus Kim, vai nessa tua força pois Deus é com você!!!
    É tempo de endireitar as veredas e colocar nossas vidas no altar de Deus!

    ResponderExcluir

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS RECENTES