MENSAGEM DO DIA

Google+ Followers

Seja um seguidor(a)

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Stefhany Absoluta Festeja Um Mês Da Filha Débora Ester

Desde o dia 27 de outubro que Stefhany Absoluta vem descobrindo as dores e as delícias de ser mãe. Sempre muito corajosa, ela se viu incapaz de segurar a filha no colo para fazer o teste do pezinho. "Tive que sair da sala. Não aguentei vê -la chorar", lembra.

A vaidade também sofreu abalos, como no dia em que ela levou a filha ao pediatra. Foi quando viu Débora Ester fazer cocô na sua roupa e morreu de rir ao ter que voltar pra casa assim. "Está tudo maravilhoso. Ela é esperta demais. Já abriu o olhinho nos primeiros dias, já segura o meu seio com as mãozinhas", diz a mamãe orgulhosa. Para comemorar os primeiro mês da filha, a cantora gospel, e seu marido, o empresário Roberto Cardoso, providenciaram uma sessão de fotos com direito a Stefhany até dentro do berço.

"Foi uma brincadeira. Para lembrar que ainda sou o neném dele", diz rindo e referindo-se ao marido.

As noites em claro, Stefhany também tem tirado de letra. Com a ajuda da mãe e de uma ajudante, elas se revezam no cuidado de Débora Ester. Mas a cantora enfatiza que faz questão de fazer tudo que se refere à filha sozinha. O único senão deste primeiro mês foi no que diz respeito a amamentação.

Stefhany conta que teve dificuldade na pega, feriu os seios e demorou um pouco para fazer tudo certinho. "Acordar de noite não tenho problema. Cantava na noite, acordo de madrugada para orar. O que foi difícil mesmo foi amamentar. O seio rachou, feriu. A lágrima rolava no meu rosto, mas eu olhava no olhinho da minha filha e dizia para mim mesma que iria conseguir", diz orgulhosa e lembrando que ouvia as pessoas aconselhando a dar sopinha, feijão e até macaxeira para a bebê.

Débora Ester também testou os super-poderes da mamãe no dia em que Stefhany saiu de casa pela primeira vez. Foi fazer um show de beneficente e voltou correndo para a filha.

"Ouvia as outras mães dizerem que deixavam os filhos em casa e que morriam de saudade. Que ficavam de coração partido. Fui, cantei e não senti nada. Pensei: será que sou insensível? Coração duro? (risos). Mas foi só eu chegar em casa para eu desandar a chorar. Parecia que tinha ficado um ano fora de casa, longe da minha filha", lembra ela, que agora prepara a apresentação da filha na sua igreja.

"Vai ser um momento muito importante para a gente. Não vejo a hora. Nasci para ser mãe", diz a mãe coruja.

Fonte:Portal Ego

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS RECENTES