MENSAGEM DO DIA

Google+ Followers

Seja um seguidor(a)

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Rodrigo Santoro Diz Que Viver Jesus No Filme "Ben-Hur" Mudou Sua Relação Com Ele: "Não Consigo Analisar Só Como Trabalho"

Rodrigo Santoro e Jack Huston se reuniram com a imprensa nesta terça-feira, 2, para falar sobre o remake de "Ben-Hur". No filme, Huston interpreta o protagonista da história, enquanto o brasileiro ficou com desafio de viver Jesus Cristo. Durante o bate-papo, o ator revelou que não foi fácil aceitar o papel, já que se tratava de uma figura muito icônica.

"Todas as pessoas têm uma relação com Ele. Sou uma dessas pessoas, cresci ouvindo minha avó, que é italiana, contando histórias de Jesus. Ele sempre fez parte do meu imaginário e da minha vida", disse Santoro.

"Recebi convite para fazer 'A Paixão de Cristo' e não pude aceitar. Quando recebi o convite do diretor por Skype, fiquei em conflito com receios, dúvidas... Que responsabilidade e desafio! No dia seguinte, acordei com a ideia esclarecida de que eu queria fazer única e exclusivamente pela profundeza do mergulho. Será que Jesus teria essa forma? Tem se falado tanto isso se Jesus era negro", acrescentou.

Mesmo com certa insegurança, o ator aceitou o desafio e não se arrependeu. "Gostei muito de ter feito, mas não estou pensando em viver outros momentos da trajetória de Jesus Cristo. A ideia neste filme é trazer Jesus mais acessível e misturado com as pessoas. Se houvesse outro projeto eu faria", afirmou, acrescentando que sua maneira de ver o personagem não é mais a mesma. "A minha relação com Ele mudou, não consigo analisar só como trabalho. É uma figura tão icônica e mítica que é difícil de enquadrar".

Ao ser perguntado sobre ser o melhor nesse papel, o brasileiro foi humilde e disse que a evoluir é um trabalho diário. "A ideia é essa mesma, amadurecer e evoluir. Essa experiência me trouxe que preciso trabalhar muito para isso, independente da religião. Precisamos arregaçar as mangas e trabalhar. Tenho muitos defeitos e qualidades, mas todos os dias me concentro nos defeitos para melhorar. É difícil aplicar no dia a dia, pratico ioga e meditação", explicou o ator.

Já na hora de falar sobre cena da crucificação, Santoro se emocionou e chorou. Ele interrompeu a entrevista e abaixou a cabeça (veja o vídeo acima). "Sou uma pessoa emotiva, para o bem e para o mal. Sou filho de italiano, né? Mas, neste caso, é porque quando me lembro... Vem o mundo, literalmente", afirmou.

Logo em seguida, tentou descontrair. "Já estou até vendo a chamada! 'Rodrigo se emociona em coletiva de imprensa e faz uma pausa de 30 segundos'", divertiu-se.

Recuperado, Santoro relembrou tudo o que passou no dia da filmagem. "Na noite anterior, nevou. Pensei: 'Além de tudo vai estar muito frio'. Nem pensei em cancelar porque é um prejuízo, né? Só comentei com um produtor que estava frio", contou.

"Lembra o que Jesus veste quando é crucificado? Já não basta estar na cruz (risos)! Foi desesperador! Mas, mesmo assim, pedi para fazer um take longo. A maquiagem durou seis horas e parar os takes, esquentar e congelar seria pior. O diretor me pediu pra ter uma conexão com Jack (Huston), então a gente estava no topo de uma montanha", lembrou.

Antes de encerrar o assunto, o ator voltou a lembrar o momento em que se emocionou e fez piada com a situação. "Virou moda se emocionar durante a coletiva né? Pior que é verdade", brincou.

Na nova versão da superprodução que ganhou 11 estatuetas do Oscar em 1960, o nobre Judah (Jack Huston) é injustamente acusado de traição e sobrevive a anos de escravidão para se vingar do irmão que o traiu, Messala (Toby Kebbell). O remake de "Ben-Hur" estreia no Brasil no dia 18 de agosto e tem a direção Timur Bekmambetov.

Fonte:Ego

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS RECENTES