MENSAGEM DO DIA

Seja um seguidor(a)

Google+ Followers

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Evangélica, Sula Miranda Fala De Carreira, Fama e Religião Na Sua Autobiografia “De Rainha a Serva De Deus”

Com 30 anos de carreira, considerada uma das pioneiras da música sertaneja feminina – além de dona do título de ‘Rainha dos caminhoneiros’ – Sula Miranda lançou nesta terça-feira, 19\04, sua autobiografia “De rainha a serva de Deus”. No livro, a cantora fala de carreira, fama e religião.

“Minha Intenção com este livro é de transformar vidas. Porque através de histórias de outras pessoas, testemunhos, exemplos, – e eu acredito muito nisso - é que você consegue enxergar coisas que não vê em si mesmo. Consegue mudar atitudes, pensamentos, condutas”, contou ela ao Portal Ego.

No livro, Sula lembra de um período difícil, quando seu primeiro marido, o empresário Luis Flávio Rocha, se matou com um tiro na cabeça, em 1990. “Flávio tinha ímpetos de imaturidade, e de repente pegou a arma que comprara semanas antes e começou a manuseá-la, falando despropósitos. Ele estava alcoolizado. (...) Passados alguns minutos, ouvi o tiro e corri para a sala onde ele estava. (...) Quando o vi imóvel, cheguei inclusive a fazer respiração boca a boca, eu não tinha percebido o tiro em sua cabeça. Os peritos me disseram depois que talvez a arma tivesse disparado sem querer, por um descuido. (...) Aquele foi um período muito duro e marcante. Fui humilhada e julgada pelas pessoas, e como tinha grande destaque na mídia, senti-me invadida, desprotegida e solitária. Foi naquela hora que muitos ditos “amigos” se afastaram de mim”, diz um trecho da autobiografia.

Sula também fala do período em que passou dificuldades financeiras, mas garantiu que isso foi importante para sua formação de caráter e para o encontro com a religião evangélica. “Pude resgatar meu lado dona de casa e cuidar detalhadamente de tudo que tenho. Passei a fazer faxina, cuidar da roupa e redescobri o prazer de cozinhar para o meu filho. É ai que está a diferença: como você encara as dificuldades”, conta ela no livro.

Sula acabou vendendo seu carro e, com isso, pode ver mais de perto a realidade de muitos brasileiros. “A cada viagem de ônibus, trem ou metrô, ficava olhando para as pessoas. Imaginava a luta diária de cada um, seus desafios pessoais e passei a ter mais amor e compaixão pelo próximo. (...) Aproximei-me mais da realidade mostrada nos jornais, que antes acompanhava só pela televisão e mídias sociais", escreveu.

O livro "De rainha a serva de Deus" é editado pela Companhia Editora Nacional.

Fonte: Ego

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS RECENTES