MENSAGEM DO DIA

Google+ Followers

Seja um seguidor(a)

quinta-feira, 21 de maio de 2015

As Religiões Dos Famosos - Parte 60

GLÓRIA PIRES
É uma atriz brasileira, que já recebeu vários prêmios por seus trabalhos na televisão e no cinema.É conhecida por papéis como Zuca em Cabocla, Maria de Fátima Acioly em Vale Tudo, Ruth e Raquel em Mulheres de Areia e Nice em Anjo Mau. É mãe das também atrizes Cléo Pires e Antônia Morais. Foi eleita em 2013, a 28ª celebridade mais influente do Brasil, segunda a revista Forbes.Filha da produtora e empresária Elza Pires e do ator Antônio Carlos Pires, tem uma irmã chamada Linda Pires. Na década de 1970, namorou o filho de Chico Anysio, Anisinho (Nizo Neto). Já foi casada com o ator e cantor Fábio Jr., pai de sua filha, Cléo Pires, que também é atriz. Atualmente, é casada com o músico Orlando Morais, com quem tem três filhos, Antônia (1992), Ana (2000) e Bento (2005). Fez o seu primeiro papel marcante em sua história nas telenovelas brasileiras em "Dancin' Days", sucesso de 1978 da Globo. Seu ótimo desempenho na trama, rendeu-lhe o papel de protagonista da primeira edição da novela "Cabocla" no ano seguinte. Estreou na televisão com apenas 5 anos, em 1968, na novela "A Pequena Órfã", da extinta TV Excelsior. Aos 9 anos, participou de "Selva de Pedra". Durante a década de 1970 participou de alguns programas humorísticos, como "Satiricom", "Faça Humor", "Não Faça Guerra" e "Chico em Quadrinhos". Fez ainda de mais duas novelas, ambas assinadas por Janete Clair, "O Semideus" (1973) e "Duas Vidas" (1976). Na década de 1980, integrou o elenco de diversas produções, entre elas, "Água Viva", "Louco Amor", "As Três Marias", "Partido Alto" e "Direito de Amar" e da minissérie "O Tempo e o Vento". Na novela "Vale Tudo" (1988), se destacou como a terrível vilã Maria de Fátima e levou o título também da filha mais ingrata da televisão. Em toda sua carreira atuou somente em uma peça no teatro, um espetáculo infantil. No cinema, estreou em 1981, no filme "Índia, a Filha do Sol". Participou também de "Memórias do Cárcere" (1984), "Besame Mucho" (1987) e "Jorge, um Brasileiro" (1988).Em 1990, esteve na grade de atores de: "Mico Preto" (1990), "O Dono do Mundo" (1991), "O Rei do Gado" (1996), "Anjo Mau" (1997), "Suave Veneno" (1999), e na minissérie "Memorial de Maria Moura" (1994). Um trabalho da atriz que ficou gravado na memória dos expectadores da década de 1990 foi a interpretação da atriz como as gêmeas Ruth e Raquel de "Mulheres de Areia" (1993). Por conta disso, Glória recebeu o prêmio Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) como melhor atriz do ano de 1993, além do Troféu Imprensa de melhor atriz. Nessa época, a artista recebeu vários convites para posar nua para a revista "Playboy", mas negou todos. Em 1995, atuou no filme "O Quatrilho" e por seu desempenho, recebeu três prêmios: dos Festivais de Havana e de Viña del Mar e da APCA. Em 2001, integrou o elenco do filme "A Partilha". No ano seguinte, voltou à televisão na trama "Desejos de Mulher" e, em 2005, protagonizou "Belíssima". Em 2007, integrou o elenco de "Paraíso Tropical". Nesse mesmo ano, recebeu o Prêmio Mário Lago, no quadro Melhores do Ano, do programa "Domingão do Faustão", da TV Globo. Entre 2008 e 2010, a atriz morou em Paris, na França, com o marido, Orlando, e os filhos Antonia, Ana e Bento. Glória voltou para o Brasil para gravar "Paraíso Tropical". Ao lado de Tony Ramos no filme "Se Eu Fosse Você", fez sucesso com o longa, um dos maiores rendimentos de bilheteria do cinema brasileiro nos últimos anos. Dois anos depois, eles rodaram a continuação do longa, "Se Eu Fosse Você 2". A atriz também atuou no longa "É Proibido Fumar", lançado em 2009. No mesmo ano, atuou nas filmagens do longa sobre a vida do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, "Lula - O filho do Brasil". Em 2011, voltou às novelas em "Insensato Coração", exibida no horário nobre. Em 2012 foi uma das protagonistas da série As Brasileiras de Daniel Filho. No segundo semestre participou do remake Guerra dos Sexos, de Sílvio de Abreu, como Roberta Leone (interpretada por Glória Menezes na versão original). Em 2013 Gloria Pires tornou-se “garota propaganda” do Governo do Estado de Goiás, apresentando os comerciais da campanha de publicidade institucional do governo estadual goiano intitulada “Goiás Melhor Pra Você”. Em 2013 foi homenageada pelo Festival de Cinema de Gramado com o Troféu Oscarito.Em 2014, faz uma participação no último episódio de A Grande Família, interpretando Nenê.Em 2015, atua no elenco de Babilônia, no papel de Beatriz, a grande vilã da trama, uma "devoradora de homens" que tem uma ambição sem limites, capaz de qualquer coisa para atingir seus objetivos, principalmente matar. Glória Pires é adepta do Espiritismo. "Conheci o kardecismo quando pequena, através de uma querida tia, Laura. Sempre tive uma busca espiritual muito clara. Desde muito nova, tive essa inclinação. A família de meu marido, o cantor e compositor Orlando Morais, também sempre foi atuante no kardecismo. Defino-me como ecumênica, pois me agrada muito essa ideia de união, troca. Vejo as religiões como os idiomas. Cada qual compreende melhor este ou aquele, mas todos são perfeitos e completos, dentro de sua cultura e realidade."


AMAURY Jr.
É um advogado, jornalista e apresentador de televisão brasileiro, mais conhecido por seus programas noturnos de entrevistas com celebridades e cobertura de festas e eventos. É primo em primeiro grau da também apresentadora Renata Ceribelli. Em várias emissoras desde os anos 1980, Amaury Jr. já entrevistou milhares de pessoas e se tornou reconhecido como pioneiro do colunismo social eletrônico, estabelecendo um modelo seguido por vários apresentadores.Nasceu em Catanduva, mas foi em São José do Rio Preto que iniciou sua carreira jornalística, onde fez de tudo um pouco. Começou com a "Coluna do Estudante", no Diário da Tarde, que se transformou em coluna social nem ele mesmo sabe bem o porquê. Foi para a Rádio Independência, transportou a coluna para o Diário da Região e conseguiu atrair para o espaço um noticiário local e regional tão abrangente que, em pouco tempo, a Coluna Amaury Junior (CAJ) se transformou em leitura obrigatória.Em Rio Preto ainda fez circular revistas, criou um Cine-Jornal, exibido em uma cadeia de 170 cinemas, lançou seu próprio jornal, o "Dia e Noite" - que conquistou um Prêmio Esso graças ao redator-chefe, José Hamilton Ribeiro - e participou da implantação da TV Rio Preto, da Rede Globo, hoje pertencente à Rede Record. Na TV Rio Preto, Amaury apresentou vários programas, usando a faixa regional da grade. Aos sábados, comandava uma gincana entre Faculdades e o Solteiros x Casados, capaz de mobilizar e liderar a audiência. É o criador do colunismo social eletrônico, reconhecido como o mais influente entrevistador de personalidades do Brasil. A fórmula criada por Amaury Jr. é hoje adotada em todo o País.Não há uma única celebridade no País que não tenha sido entrevistada ao menos uma vez por Amaury Jr. – desde presidentes da república, empresários, esportistas e artistas. Com mais de 30 mil entrevistas no currículo, o apresentador circula pelos principais eventos sociais, mostrando lugares exóticos pelo mundo e conversando com personalidades internacionais como Lisa Minelli, Luciano Pavarotti, Julio Iglesias, Charles Aznavour, Tonny Bennet, Grace Jones, Celine Dion, James Brow, Shakira, Beach Boys, Sarah Brygtman, Natalie Cole, Shirley MacLaine, Bo Derek, Paul Anka, Amália Rodrigues, Neil Sedaka, Marisa Berenson, o presidente Bill Clinton e a rainha Silvia da Suécia, para citar alguns. Pouca gente deixou de falar com Amaury Jr. O apresentador conseguiu de João Gilberto uma entrevista exclusiva após 14 anos de reclusão na televisão! Amaury Jr. transita pelos lugares mais badalados e requintados do jet set nacional e internacional, entrevistando personalidades do mundo empresarial político e artístico, deixando as noites de terça a sexta ainda mais interessantes. Com elegância e talento, Amaury Jr. extrai - há mais de 25 anos - o melhor de seus entrevistados, principalmente os famosos, cujas intimidades aquecem a curiosidade do público. Amaury Jr. é Católico. "Sou católico por tradição familiar, meu pai foi seminarista... Ele largou a batina para casar com a minha mãe (risos). Eu converso, sozinho, com Deus. Mas respeito todas as religiões."


CAMILA RODRIGUES
É uma atriz brasileira, que também fez trabalhos como modelo.Estreou na TV em 2005, interpretando Mariana, na novela "América". A personagem era meia-irmã da protagonista Sol, vivida por Deborah Secco. Sua beleza e talento despertaram a atenção da Globo, que a escalou para outros trabalhos, como a minissérie "Amazônia" e a novela "Desejo Proibido", ambas em 2007. Em seguida, Camila entrou para a temporada 2008 de "Malhação" na pele da professora de teatro Teresa. Três anos depois, assinou contrato com a Rede Record, onde estreou na minissérie "Rei Davi" (2002). No canal, também integrou as produções bíblicas "José do Egito" (2013) e "Os Dez Mandamentos" (2015). Na vida pessoal, Camila foi casada com Bruno Gagliasso entre 2006 e 2008. Eles se conheceram nos bastidores da novela "América". Atualmente é casada com o empresário Roberto Costa. Eles se conheceram no Carnaval de 2011 e oficializaram a união em outubro de 2012 em uma cerimônia evangélica. Camila Rodrigues é Evangélica. "Eu tenho um mandamento para a minha vida. Sou evangélica, sigo Deus, e, assim, tenho livre arbítrio para fazer o que bem quiser. Na verdade, ser quem eu sou, não ir contra os princípios que meus pais me ensinaram, saber respeitar os outros e nunca passar por cima de ninguém para conseguir o que quer na vida, são os mandamentos que sigo. A minha família é quase toda evangélica, então, tenho o hábito de ir à igreja. Não vou todos os domingos, mas gosto das cerimônias. Sou uma pessoa que está no berço evangélico desde que nasci."
MARCOS PASQUIM
É um ator brasileiro. Começou no grupo EXPLOSÃO, nos idos dos anos 80. O grupo se apresentou em vários programas de TV como Clube da Criança, Raul Gil, Bozo, entre outros, sendo anunciados como "menudos do Brasil". Depois no teatro atuando na segunda versão da peça Blue Jeans, em 1992. Dois anos mais tarde, voltou a participar da peça, porém com um personagem de maior importância. Sua boa atuação chamou atenção e, em 1995, foi convidado a fazer parte do elenco de Cara e Coroa, da Rede Globo, novela que marcou sua estreia na televisão. Entre 1995 e 1997, estrelou duas peças: Uma Lição Longe Demais e Aluga-se Um Namorado, que foram apresentadas por todo o Brasil.Na televisão, participou de Malhação na Rede Globo, de Mandacaru, telenovela da extinta Rede Manchete e também de Chiquititas Brasil, telenovela brasileira gravada a Argentina e exibida pelo SBT. Esses trabalhos o fizeram ganhar respeito diante da crítica e do público. Em 2000, voltou à Globo, fazendo o papel de Casimiro na polêmica Uga-Uga, de Carlos Lombardi, iniciando aí uma longa e produtiva parceria com esse autor. Foram vários os seus trabalhos juntos, entre eles: a minissérie O Quinto dos Infernos, em que viveu o protagonista D. Pedro I; a novela Kubanacan, em que interpretou o protagonista, o misterioso Esteban; a novela Pé na Jaca, em que despontou como o protagonista Lance, tendo feito par romântico com a atriz e modelo Fernanda Lima, casal considerado, por muitos, como o de melhor química da década; e ainda o seriado Guerra e Paz, onde deu vida ao protagonista Detetive Guerra.Em 2001, voltou ao teatro, na peça de Juca de Oliveira, Qualquer Gato Vira-Lata Tem uma Vida Sexual Mais Sadia que a Nossa e também fez parte da terceira versão da peça Blue Jeans. Enquanto isso, naquele ano, na televisão, limitou-se a apenas pequenas participações em especiais como Sai de Baixo, Brava Gente, Zorra Total e na novela Estrela Guia. Em 2005, viveu o seu primeiro antagonista em novelas, o perigoso e traiçoeiro Tadeu de A Lua me Disse. Fugindo ao estereótipo dos homens descamisados ao qual já estava habituado a fazer, interpretou o artista de pintura Dênis de Azevedo na novela Caras & Bocas em 2009. Voltou ao ar em 2011, na novela Morde & Assopra , interpretando o protagonista Abner, fazendo par com Adriana Esteves. Em 2012, entrou na trama de Cheias de Charme como Gilson, um aventureiro que é procurado pelo filho que ele nem sabia que existia, e ao longo do tempo, se envolvia com uma das protagonistas, Penha (Taís Araújo). Em 2013, interpretou o empresário ambicioso Carlito Prata no remake de Saramandaia.  Atualmente na novela "Babilônia", Marcos Pasquim vive o instrutor de saltos ornamentais, homossexual, Carlos Alberto. Porém seu personagem, não será mais gay e não terá mais um caso com o personagem de Marcello Melo Jr., como estava previsto na sinopse da novela. Marcos Pasquim é adepto da Umbanda. “Eu já fui batizado, fiz catecismo, mas hoje tenho outra religião. Agora sou espírita, de Umbanda. Hoje em dia, eu vejo a Bíblia por um outro ponto de vista."

FRANCISCO CUOCO
É um ator brasileiro com uma sólida carreira no teatro, cinema e televisão (tendo sido intérprete de personagens que marcaram época), cantor, diretor, escritor, poeta, músico, artista plástico, humorista e cineasta. De origem humilde, filho de um feirante italiano, trabalhava durante o dia com o pai na feira e à noite estudava, buscando uma profissão estável. Queria estudar Direito. Mas ao entrar em contato com a Escola de Arte Dramática de Alfredo Mesquita, decidiu ser um profissional de dramaturgia. Abandonou os estudos de leis e códigos e se entregou à vocação artística.Estreou no teatro em peças do Teatro Brasileiro de Comédia e depois atuou pela companhia Teatro dos Sete, trabalhando com diretores como Alberto D'Aversa, Gianni Ratto, Fernando Torres e atores como Ítalo Rossi, Fernanda Montenegro, Carminha Brandão, entre outros, segundo informações do site www.itaucultural.org.br/teatro. Seu primeiro protagonista no teatro foi com o personagem Werneck, de O Beijo no Asfalto, de Nelson Rodrigues, em 1961, com direção de Fernando Torres. Em 1964 foi premiado pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) como melhor ator coadjuvante na peça Boeing-Boeing. Depois de muitos anos afastado dos palcos, por causa do trabalho intenso na televisão, Cuoco voltou com a comédia de Rodrigo Murat, "Os três homens baixos", em 2004. Depois seguiram-se outras comédias - O último bolero (de João Machado), Circuncisão em Nova York (João Bethencourt) e Deus é química (Fernanda Torres). Sua primeira telenovela foi Renúncia, escrita por Walter Negrão, levada ao ar em 1965 pela TV Record, na qual já estreou como protagonista, ao lado da atriz Irina Grecco. A partir daí, Cuoco foi emendando um trabalho atrás do outro, sempre revestido da aura de galã dos sonhos das telespectadoras, posto dividido na época com Carlos Zara, Tarcísio Meira e Hélio Souto. Participou de telenovelas na Rede Tupi e, principalmente, na TV Excelsior, onde viveu o Dr. Fernando, protagonista de Redenção, a telenovela que até hoje mantém o recorde de permanência no ar, com 596 capítulos exibidos ao longo de dois anos. Ainda, teve posição de destaque no enredo de Sangue do meu sangue, exibida em 1969. Transferiu-se para a Rede Globo em 1970, e seu primeiro trabalho na emissora foi a telenovela Assim na Terra como no céu, de Dias Gomes, na qual viveu o protagonista Vítor Mariano, um padre que abandona a batina para se casar e tem seus planos frustrados pela morte misteriosa da noiva. A partir daí, fez sucessivos trabalhos que levaram a assinatura de Janete Clair, que o tinha como um de seus atores preferidos. Para Cuoco, Janete criou o Cristiano de Selva de pedra, o jornalista Alex de O semideus, o taxista "Carlão" - trabalho muito elogiado de Cuoco na primeira versão da novela Pecado capital -, o misto de mocinho e vilão "Herculano" de O astro, o ambicioso Tião Bento em Sétimo sentido e o político "Lucas" em Eu prometo. Suas participações mais recentes no cinema foram nos filmes Cafundó (2008), de Paulo Betti e Clóvis Bueno, Traição (1998 - conjunto de três episódios baseados na obra de Nélson Rodrigues), e Gêmeas (1999), de Andrucha Waddington, em que fez Jorge, o pai das gêmeas do título. Estrelou Anuska, manequim e mulher (1968), Os xeretas (2001), e participou em Um Anjo Trapalhão(2000), Cafundó (2005) e Didi - O caçador de tesouros (2006). Em 2013 revelou seu relacionamento de mais de 4 anos com Thaís Rodrigues de 27 anos, 53 anos mais jovem que ele. Francisco Cuoco é Católico Não Praticante. "Eu sou de formação católica, mas não sou praticante e me acomodo um pouco porque a minha irmã, ela vai a missa todos os domingos e faz pela família."

 MARCOS PALMEIRA
É um ator brasileiro, indicado ao Emmy Internacional em 2013. Sobrinho de Chico Anysio e filho de Zelito Vianna, irmão do humorista. O ator emendou quatro protagonistas seguidos logo no início de sua carreira. O primeiro foi na novela "Pantanal", em 1990, na extinta TV Manchete, e na mesma emissora recebeu o papel principal em "Amazônia", em 1991. Na Globo, foi a estrela de "Renascer" (1993) e no remake de "Irmãos Coragem" (1995). A estreia de Marcos Palmeira no universo da arte começo bem cedo, com 5 anos. O primeiro trabalho do ator foi uma participação no filme "Copacabana Me Engana", de 1968. Com 24 anos apareceu pela primeira na televisão na novela "Mandala", em 1987, na TV Globo. Em 2012, Marcos marcou mais uma vez sua carreira ao interpretar o malandro Sandro, na novela "Cheias de Charme". Na trama, o ator era casado com Penha (Taís Araújo), uma das protagonistas, ao lado de Isabelle Drummond e Leandra Leal. No ano seguinte, o ator emendou dois trabalhos, a microssérie "O Canto da Sereia" e o remake de "Saramandaia", ambas exibidas no horário das onze horas. Além da carreira artística, Marcos também se dedica a produção de alimentos orgânicos (sem uso de agrotóxicos) na fazenda Vale das Palmeiras, na região serrana do estado do Rio de Janeiro, em Teresópolis, e hoje é proprietário de uma loja de produtos naturais no Leblon. Em 2008, Marcos Palmeira iniciou outro projeto com a apresentação do programa dominical "A'Uwe", exibido na TV Cultura, é o único espaço da televisão brasileira dedicado 100% aos índios. Durante um ano e meio, Marcos Palmeira manteve um relacionamento com Ana Paula Arósio. O relacionamento chegou ao fim em 2001. Dois meses depois, ele engatou um breve relacionamento com a jogadora de vôlei Ana Paula. Entre 2005 e 2010, Marcos foi casado comAmora Mautner e com ela teve sua primeira filha, Júlia, em setembro de 2007. Em agosto de 2012, Marcos Palmeira e Maria Paula assumiram o namoro, o primeiro após a separação da diretora global. Em 2013, namorou durante quatro meses a jornalista Renata Mader, sobrinha de Malu Mader. Atualmente na novela "Babilônia", Marcos Palmeira vive o primeiro vilão de sua carreira. Aderbal Pimenta é um prefeito corrupto que finge ser um homem humilde e sem luxo na fictícia cidade de Jatobá, onde foi eleito. Marcos Palmeira Não Tem Religião Definida. "Como não tenho uma religião específica, costumo dizer que estou aberto para coisas positivas. Mas, de todas as religiões que conheço, o espiritismo é a que eu mais gosto. E a religião com que mais me identifico também. Já vivi os dois lados da fé. Já pedi muito e nada aconteceu. Como também já pedi muito e meus pedidos foram todos atendidos. Acredito no relacionamento entre as pessoas, no pensamento positivo e na força da natureza. O importante é ter fé. E respeito por todas as religiões."


EDUARDO CUNHA
É um economista, radialista, e político brasileiro e atual presidente da Câmara Federal, é reconhecido como um dos parlamentares mais atuantes do Congresso brasileiro. Antes de ingressar na carreira política, foi um importante executivo da área de telecomunicações, sendo responsável pela implantação da telefonia celular no Brasil, quando esteve na presidência da Telerj, antiga operadora do Sistema Telebrás, no Rio de Janeiro, entre 1991 e 1993. Sua trajetória política já conta mais de uma década. Foi eleito Deputado Estadual em 2001, pelo PPB. Em 2002, foi eleito Deputado Federal, também pelo PPB e, em 2006, reelegeu-se Deputado Federal pelo PMDB. Sua maior conquista eleitoral aconteceu em 2010, quando, pelo PMDB, foi o quinto deputado federal mais votado do Estado do Rio de Janeiro, com 150.616 votos. Em 2014, Eduardo Cunha foi o terceiro deputado federal mais votado do Rio, com 232.708 votos. Como articulador político, Eduardo Cunha circula em todas as comissões da Câmara, onde foi Presidente das Comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) e de Finanças e Tributação da Câmara. Foi líder do PMDB, entre fevereiro de 2013 e fevereiro de 2015, quando foi eleito presidente da Câmara. Eduardo Cunha é casado e pai de quatro filhos. Economista, formado na Universidade Cândido Mendes, trabalhou na auditoria Arthur Andersen, entre 1978 e 1980, e na Xerox, entre 1980 e 1982. Foi Presidente da Cehab (Companhia de Habitação do Estado do Rio de Janeiro), em 1999, onde construiu milhares de casas populares e reformou dezenas de conjuntos habitacionais. Para a imprensa brasileira, Eduardo Cunha é um dos políticos mais influentes e trabalhadores da atualidade. Eduardo Cunha é Evangélico. É membro da Igreja Neopentecostal Sara Nossa Terra do bispo Robson Rodovalho.

Fonte: Variedades Gospel Veras
Com informações:Wikipédia\Portal Eduardo Cunha\Pure People\O Mossoroense\Encontro Com Fátima Bernardes\Diário de São Paulo\ Blog João Alberto\Revista Minha Novela\Bem Paraná\Correio Fraterno\Site Amaury Jr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

POSTAGENS RECENTES